Começando com esse post hoje resolvi mudar um pouco o tema do blog, apesar de que ambos são parecidos em tema RPG, mas a forma de jogar e diferente entre um card game e um RPG narrativo. No entanto podemos utilizar dos recursos de card game para uma campanha rpgistica estilo medieval.

O fato é que podem ser utilizadas suas imagens para mostrar determinadas cenas, ações, etc. Depende da sua imaginação. Porem fica ao estilo do narrador se quer ou não utilizar esses recursos visuais em suas campanhas.

Mas como não é nada disso que eu tinha em mente em escrever vamos aos fatos. Recentemente acabou batendo aquela vontade de jogar card game basicamente é o Magic The Gathering. Resolvi me atualizar e saber do que o povo anda falando por ai nos fórum da vida, e também saber quais os novos cards do momento.

Para a minha surpresa em geral existe uma quantidade massiva de jogadores brasileiros parados, simplesmente não jogam mas por não ter tempo, por não ter amigos para jogar e toda essa ladainha que os jogadores de RPG de mesa já esta acostumados a saber.

Entretanto a coisa fica pior, pois muita gente tem quantidades de cards por volta de 1000 ou mais tudo parado sem jogar faz anos e pegando poeira ou decks bons jogado para o priminho rabiscar com canetinha.

Então o caso é procurar alternativas para poder jogar e que sejam baratas. Quando a gente fala em ferramentas para jogar cards games a coisa é totalmente diferente do RPG interpretativo, pois basicamente os softwares que se tem por ai não chega a ser algo intuitivo de se usar ou fácil de instalar sem começar a dar algum tipo de problema seja bugs, seja botões na interface onde não se pode achar e manuais extensos em inglês fora que existe pacotes pra tudo quanto é tipo de card, ou seja, se você quer jogar Magic The Gathering tem softwares que primeiro você baixa a moldura do card e depois você baixa o desenho do card. Fora que não tem opção para jogar com um AI (Inteligência Artificial).

Eu digo que são tantos problemas que simplesmente você acaba desistindo antes mesmo de instalar no seu PC esses programas com interfaces porcas.

Eu pensando que existiam outras alternativas alem do software oficial (Wizard) e não oficial, ou seja, se tem PBF de RPG porque não poderia ter de card game utilizando editores gráficos para virar a imagem do card e fazendo upload das jogadas do jogador nesses foruns????

Pois é, e para mim surpresa novamente não existe forum de jogatina nem tem alternativas como chats para jogos online ou qualquer ferramenta inovadora para se juntar jogadores para poder jogar pela internet como se faz nos RPGs de mesa atualmente. Basicamente não tem nenhuma opção para você jogar.

Acredito que diante desses fatores, os jogos de RPG de mesa, apesar dos livros serem caros comparados aos card games estão mais bem representados do que os card game pela internet. Não podemos nos esquecer que não tem tanto tempo o surgimento de opções para se jogar pela internet o RPG narrativo. Porem ainda tem a necessidade de uma boa ferramenta para se jogar card game via rede.

A conclusão que chego é que ainda não foi inventado uma forma para se jogar Magic The Gathering pelo forum , ou salas de chats para jogar online , tipo você chega faz uma conta em um servidor monta uma sala e espera o jogador entrar e começar a partida na disputa do duelo.

Vamos esperar quem sabe em um futuro não apareça ferramentas que de suporte a esses jogos.

Anúncios

Galeria de Imagens

Publicado: julho 21, 2010 em Uncategorized

Acabei adicionando mas imagens na minha aba de Galeria de Imagens .

De tempos em tempos eu atualizo com mas imagens.

Depois de anos sem postar, pois basicamente não estava a fim de postar já que tinha outros assuntos mais importantes para resolver na minha vida. E como o RPG é um hobby a gente sempre coloca em segundo plano.

Bom mais hoje neste post vai ser diferente, assim espero.

Começando com o tema do post, às vezes muitas campanhas de terror não dão certo. Às vezes a historia é boa, tem um ótimo enredo mesmo que é copiado de algum lugar (mas quem se importa com isso?) e no final das contas tudo dar errado, será que é uma força do destino que te passa uma rasteira? Talvez não seja.

Pra começar vamos fazer uma analogia comum, fato que recentemente estava pensando e acabou dando aquele BOOM mental de idéias.

Imagine o seguinte caro leitor. Você que cursa algum tipo de curso na faculdade ou estar no colégio. Sempre tem aquele professor que fala , fala , fala e fala, mas quando você vai perceber se entendeu ou não a matéria é certo de que você estava viajando na maionese legal e simplesmente deu um logout no seu cérebro e praticamente você não estava nem ai para o que aquele cara que estar lá na frente dando aula e o que ele estar falando. Muita teoria sem pratica.

No RPG não é diferente, você pode escrever a melhor historia do mundo, você pode ser um excelente narrador, mas do nada começa as conversas paralelas, alguns começam a dormir e a viajar e tua campanha vai para o ralo a baixo.

Uma solução pratica é utilizar imagens, usar e abusar delas. Tem gente que acha que só porque jogos de terror como WoD ou Call of Cthulhu são narrativos não se deve usar imagens, e tem que mudar esse tipo de imagem de RPG usar miniaturas, pois se parece muito com os jogos de tabuleiros e os rpgs precisam se libertar dessas amaras antigas.

Mas calma não vamos chegar e simplesmente tacar tudo no fogo porque A ou B não gosta de utilizar imagens ou desenhar para uma determinada campanha mesmo que sejam uns 3 desenhos feito de bonequinhos de palitos. Hoje em dia com o avanço na área de jogos eletrônicos a gente pode muito bem usar e abusar de imagens. Pela internet sempre tem sites especializados em fazer resenhas e postar imagens de jogos que estar para ser lançado. Mesmo que você não vai utilizar determinadas imagens na sua campanha por simplesmente a foto mostrar o personagem na rua e tua campanha passe dentro de uma boate. Mais ainda você pode utilizar alguns recursos daquela imagem,” imagine que dentro da boate esteja aparecendo alguns fantasmas de um buraco negro e esses fantasmas estão cheios de piche negro”. Vamos supor que tem algum jogador no seu grupo nunca viu na vida dele um piche não sabe nem como é a coisa, simplesmente não tem noção do que seja isso. E ai nesse ponto que entra a imagem, mesmo você explicando para o jogador o que é e detalhando, ele simplesmente não vai entender do que se trata. E como em jogos de terror(Call of Cthulhu WoD, etc) tem muita coisa que a gente não ver na vida real precisamos de uma imagem para mostrar, neste exemplo estou utilizando uma imagem de um fantasma no jogo Silent Hill The room .

Uma imagem como essa pode não só te inspirar em uma narrativa futura, como também pode te ajudar na descrição das coisas que às vezes a gente não consegue arrumar palavras certas para determinados momentos, logo você acaba narrando, mas sempre no fundo você acaba tendo uma sensação de que estar faltando algo na descrição.

Sem contar que em uma imagem você acaba vendo tudo o que em uma descrição narrativa pode estar faltando em detalhes na frase de um determinado ambiente.

O Google imagens é a melhor opção para se procurar imagens desse tipo, revistas de vídeo game em geral quando tem um detonado ou noticias de lançamentos, pode ser usado alem de estar impresso e com uma boa resolução na imagem. Dessas imagens você pode muito bem utilizar as texturas desse ambiente e incorporar em algum lugar na sua campanha. Claro desde que você queira detalhar ao extremo sua campanha, quanto mais detalhado o ambiente, mas os jogadores podem gostar quanto passar aquele terror que muita gente tem dificuldades de chegar ao clímax no ambiente.

O importante seria você ter uma pasta com varias imagens para mostrar na sua narrativa mesmo que você apenas utilize apenas as correntes dessa foto acima.

Como em narrativas de terror utiliza imagens em preto e branco para passar aquele tom de terror, recomendo o site http://www.picnik.com/ é fácil de usar e editar as imagens onde as alterações só precisam ser feitas em Cores na parte de Saturação e Temperatura, na Nitidez em raio e intensidade e depois vai em salvar. E o resultado da imagem acima:

Ficou bem pior não acha??????

E para finalizar esse post, tente pensar em uma forma de descrever nos mínimos detalhes essas imagens abaixo e como você passaria para o jogador na forma narrativa. Concerteza vai faltar detalhes como algumas coisas você vai acabar achando desnecessário falar. Lembrando que a imagem em preto e branco economiza nos cartuchos de tintas da sua impressora. Coloquei as duas imagens abaixo tanto colorido e preto em branco para ver como as cores influenciam na imaginação do jogador. Sim o ser humano precisa ver imagens.

silent hill homecoming 20092

Tokens, Mapas e afins tudo free

Publicado: janeiro 24, 2010 em Uncategorized
Tags:, ,

Depois de um tempo sem postar por falta de criatividade volto com esse post. Alguns devem saber outros não , mas a dica fica para quem ainda não sabe . Andando pela net no Google e procurando por tokens encontrei um site com vários links , dentre eles temos os tokens , mapas frees , etc . Todos os links vão diretamente para baixar os tokens ,mapas , etc. Eles são feito em ferramenta gráfica 3d com visão de cima para baixo ,algumas fotos abaixo que tirei para mostrar como são elas:

Aqui vai os links:

http://www.rpgvirtualtabletop.com/accessories.html

http://www.dundjinni.com/art/user_art.asp

http://www.fouruglymonsters.com/community/downloads/cat_view/21-tokens

Apesar da dificuldade em baixar o Pathfinder Bestiary na Paizo pelo grande acesso , consegui baixar e estou disponibilizando aqui atraves do Google Docs.

Pathfinder

LINK: Clique aqui

Uma das coisas que vemos muitos em MMORPGs mas não vemos em Rpgs de mesa, são tutoriais.  Não só em MMORPGs , mas em qualquer outra coisa como softwares e sua utilização . O tutorial em sí  tem como objetivo em  ajudar visualmente quem tem duvida como tambem  tem a tarefa de propagar determinado material ou de fazer propaganda de um produto especifico.

A principio a ideia pode pareçer um pouco estranha e sem sentido já que normalmente no livro de regras apareçe explicando detalhadamente cada passo da construção de uma ficha com um personagem para jogar em uma aventura.

Mas fico me perguntando será que realmente um jogador iniciante consegue entender todas as regras de um determinado sistema de rpg???? Ou ele realmente tem vontade de ler aquele material todo e montar a ficha e depois ler mas um pouco para saber como se monta um aventura ???? e mas tarde dentro da aventura ler mas um pouco para saber como todo o combate funciona???? Sim para isso existem mestres ou pessoas mas entendidas no assunto , mas e se o jogador que se tornar o mestre futuro , ou ele quer montar um grupo de amigos , tipo um passa tempo rápido , sem muita demora como ficaria as coisas?

São algumas das perguntas que imagino onde hoje em dia o rpg de mesa não é tão jogado por causa desses detalhes .  Com os MMORPGs e sua facilidade todos querem jogar , é algo rapido , facil de aprender , e tem diversão instantanea.

Existem pessoas que ate gostaria de jogar Rpg ,mas encarar um livro onde muitas vezes tem aproximadamente 200 paginas ou mas , ou suplementos que vive saindo direto como D&D e ler aquela quantidade de livros enormes , faz mudar totalmente de ideia um possivel jogador em potencial de rpg. Sei que sempre é aconselhavel a ler e não se prender demas as regras. Mas será que um jogador iniciante ver dessa forma????

Então a ideia é bem simples , fazer tutoriais na qual expliquem como funciona determinados sistemas , desde criação de fichas ate o modo narrativo de como vai ser jogado cada seção.

Acredito que com esse passo possa melhorar e trazer novos jogadores para as mesas. O que o rpg precisa mesmo é ser facilitado , ser mas claro e dinamico para que saia dessa crise e possa a se popularizar novamente como uma forma de diversão em grupo.

Eu vou deixar um link de um video tutorial de um software para enfatizar o que estar escrito nesse meu post e possa tirar alguma ideia de como pode fazer isso com o rpg de mesa :

http://www.youtube.com/watch?v=Q8UDq8GlFo8

Uma das coisas que fico imaginando é o que seria esse saco de rações para viajem????

Alguém se arrisca em dar algum palpite ???? Pois é vemos isso dentro de D&D. Pra mim seria uma espécie de miojo , ou algum tipo de barra de cereal em que um bárbaro quando estar com fome come no meio de uma campanha ou quando estar atravessando de uma sala pra outro bateu aquela fome na hora só puxar de sua sacola e pronto acabou a fome.

Falando serio agora , é uma das coisas importantes dentro de uma historia onde é pouco falado ou usado por jogadores e mestres.

Eu particularmente nunca vi nada referente ao costume das refeições , no máximo que eu li sobre comidas foi em Aventuras Orientais 3.5 onde especificam que o arroz faz parte ativamente da alimentação nesse ambiente. Desde bebidas, a fontes de alimentação como bolinho de arroz japonês. Fora isso em outros lugares nunca li algo que especificasse sobre alimentações nem um suplemento ou em algum sistema de RPG alem do d20 fala sobre isso.

Fico imaginando também a quantidade de monstros que se  tem no livro do jogador , são mais de 20 monstros e nenhum deles a carne é aproveitável para se comer????

O que nas tavernas são servidos alem de vinhos e cervejas ??? cervos assados , porco a pururuca??? Talvez um peixe na brasa ???? frutas ????

Falo de alimentação no dia a dia , talvez também seria interessante em saber o que os orcs costumam comer , ou goblins e outras raças de monstros comem.

Em Draconomicon 3.5 falam que tudo do dragão é aproveitável desde os dentes, garras , ossos,couro ,  ate o sangue de dragão como um elixir dando temporariamente poderes ao usuário.

Fica mas estranho ainda quando é um personagem do nível épico , pois nada é falado se o cara encontra comidas pelo caminho da aventura ou o que ele come , então presumo que um personagem épico é tão bom que ele consegue transformar o ar em alimento.

É totalmente estranho a falta de detalhamento para essa parte dentro de uma historia de RPG, alguns podem achar totalmente inútil essa parte de alimentação, mais é tão importante quando sacar uma espada para matar um monstro ou atirar uma bola de fogo.

Acho que essa parte faz parte da interpretação , sustenta mais uma historia e dar mas realismo a ela.

Os personagens precisam de alimentação pra poder sobreviver, eles não se alimentam de água e ar.

No final das contas muita pouca coisa é falado de alimentação dentro de uma campanha, vai que exista uma receita rara onde deixe o bárbaro com mas inteligência e a gente não sabe.