Porque algumas campanhas de terror não dão certo na mesa

Publicado: julho 19, 2010 em Uncategorized

Depois de anos sem postar, pois basicamente não estava a fim de postar já que tinha outros assuntos mais importantes para resolver na minha vida. E como o RPG é um hobby a gente sempre coloca em segundo plano.

Bom mais hoje neste post vai ser diferente, assim espero.

Começando com o tema do post, às vezes muitas campanhas de terror não dão certo. Às vezes a historia é boa, tem um ótimo enredo mesmo que é copiado de algum lugar (mas quem se importa com isso?) e no final das contas tudo dar errado, será que é uma força do destino que te passa uma rasteira? Talvez não seja.

Pra começar vamos fazer uma analogia comum, fato que recentemente estava pensando e acabou dando aquele BOOM mental de idéias.

Imagine o seguinte caro leitor. Você que cursa algum tipo de curso na faculdade ou estar no colégio. Sempre tem aquele professor que fala , fala , fala e fala, mas quando você vai perceber se entendeu ou não a matéria é certo de que você estava viajando na maionese legal e simplesmente deu um logout no seu cérebro e praticamente você não estava nem ai para o que aquele cara que estar lá na frente dando aula e o que ele estar falando. Muita teoria sem pratica.

No RPG não é diferente, você pode escrever a melhor historia do mundo, você pode ser um excelente narrador, mas do nada começa as conversas paralelas, alguns começam a dormir e a viajar e tua campanha vai para o ralo a baixo.

Uma solução pratica é utilizar imagens, usar e abusar delas. Tem gente que acha que só porque jogos de terror como WoD ou Call of Cthulhu são narrativos não se deve usar imagens, e tem que mudar esse tipo de imagem de RPG usar miniaturas, pois se parece muito com os jogos de tabuleiros e os rpgs precisam se libertar dessas amaras antigas.

Mas calma não vamos chegar e simplesmente tacar tudo no fogo porque A ou B não gosta de utilizar imagens ou desenhar para uma determinada campanha mesmo que sejam uns 3 desenhos feito de bonequinhos de palitos. Hoje em dia com o avanço na área de jogos eletrônicos a gente pode muito bem usar e abusar de imagens. Pela internet sempre tem sites especializados em fazer resenhas e postar imagens de jogos que estar para ser lançado. Mesmo que você não vai utilizar determinadas imagens na sua campanha por simplesmente a foto mostrar o personagem na rua e tua campanha passe dentro de uma boate. Mais ainda você pode utilizar alguns recursos daquela imagem,” imagine que dentro da boate esteja aparecendo alguns fantasmas de um buraco negro e esses fantasmas estão cheios de piche negro”. Vamos supor que tem algum jogador no seu grupo nunca viu na vida dele um piche não sabe nem como é a coisa, simplesmente não tem noção do que seja isso. E ai nesse ponto que entra a imagem, mesmo você explicando para o jogador o que é e detalhando, ele simplesmente não vai entender do que se trata. E como em jogos de terror(Call of Cthulhu WoD, etc) tem muita coisa que a gente não ver na vida real precisamos de uma imagem para mostrar, neste exemplo estou utilizando uma imagem de um fantasma no jogo Silent Hill The room .

Uma imagem como essa pode não só te inspirar em uma narrativa futura, como também pode te ajudar na descrição das coisas que às vezes a gente não consegue arrumar palavras certas para determinados momentos, logo você acaba narrando, mas sempre no fundo você acaba tendo uma sensação de que estar faltando algo na descrição.

Sem contar que em uma imagem você acaba vendo tudo o que em uma descrição narrativa pode estar faltando em detalhes na frase de um determinado ambiente.

O Google imagens é a melhor opção para se procurar imagens desse tipo, revistas de vídeo game em geral quando tem um detonado ou noticias de lançamentos, pode ser usado alem de estar impresso e com uma boa resolução na imagem. Dessas imagens você pode muito bem utilizar as texturas desse ambiente e incorporar em algum lugar na sua campanha. Claro desde que você queira detalhar ao extremo sua campanha, quanto mais detalhado o ambiente, mas os jogadores podem gostar quanto passar aquele terror que muita gente tem dificuldades de chegar ao clímax no ambiente.

O importante seria você ter uma pasta com varias imagens para mostrar na sua narrativa mesmo que você apenas utilize apenas as correntes dessa foto acima.

Como em narrativas de terror utiliza imagens em preto e branco para passar aquele tom de terror, recomendo o site http://www.picnik.com/ é fácil de usar e editar as imagens onde as alterações só precisam ser feitas em Cores na parte de Saturação e Temperatura, na Nitidez em raio e intensidade e depois vai em salvar. E o resultado da imagem acima:

Ficou bem pior não acha??????

E para finalizar esse post, tente pensar em uma forma de descrever nos mínimos detalhes essas imagens abaixo e como você passaria para o jogador na forma narrativa. Concerteza vai faltar detalhes como algumas coisas você vai acabar achando desnecessário falar. Lembrando que a imagem em preto e branco economiza nos cartuchos de tintas da sua impressora. Coloquei as duas imagens abaixo tanto colorido e preto em branco para ver como as cores influenciam na imaginação do jogador. Sim o ser humano precisa ver imagens.

silent hill homecoming 20092

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s